Busca
  Mais Marilyn em Porto Alegre

 

A partir de terça-feira, 7 de agosto, a Sala P. F. Gastal da Usina do Gasômetro (3º andar) homenageia a atriz Marilyn Monroe, cujo aniversário de 50 anos de morte é lembrado no próximo domingo, dia 5 de agosto. Para dar ao público a oportunidade de ver ou rever alguns dos maiores sucessos da carreira da atriz, que foi o maior símbolo sexual do cinema, foram programados oito títulos, incluindo clássicos absolutos como O Pecado Mora ao Lado e Os Homens Preferem as Louras.

Em poucos anos, Marilyn Monroe se tornou um dos nomes mais populares de Hollywood, graças principalmente ao seu talento para a comédia e à sua magnética sensualidade. Todo este sucesso era acompanhado por constantes crises de depressão, que levaram à sua morte prematura, aos 36 anos de idade, em circunstâncias ainda hoje misteriosas (suicídio, overdose de drogas e até mesmo suspeita de assassinato por seu envolvimento com o presidente John Kennedy).

A mostra 50 Anos Sem Marilyn tem o apoio da distribuidora MPLC e pode ser conferida até o dia 19 de agosto, em três sessões diárias, 15h, 17h e 19h. Todos os filmes serão exibidos em cópias em DVD.

PROGRAMAÇÃO

Torrentes de Paixão (Niagara), de Henry Hathaway (EUA, 1952, 89 minutos)
O diretor Henry Hathaway dá uma dimensão grandiosa a este filme através da filmagem em locação que interliga a beleza indescritível das Cataratas do Niágara à trama e transforma o acidente geográfico em uma outra personagem da história. De uma maneira muito especial, ele também faz com que suas câmeras pousem demoradamente em Marilyn, o que cria uma forte atmosfera de provocante sensualidade.

Os Homens Preferem as Louras (Gentleman Prefer Blondes), de Howard Hawks (EUA, 1953, 91 minutos)

Em Os Homens Preferem as Loiras, frequentemente citado como um de seus filmes mais populares, Marilyn está espetacular no papel de uma atraente loira determinada a casar-se com seu noivo milionário. O filme inclui a antológica sequência musical Diamonds Are a Girl's Best Friend.

Como Agarrar um Milionário (How to Marry a Millionaire), de Jean Negulesco, 1953, 96 minutos)
Em uma das interpretações mais cômicas de sua carreira, Marilyn faz o papel de uma linda, mas decididamente míope, jovem modelo, que elabora um plano com duas amigas: alugar uma cobertura em Manhattan e agarrar maridos milionários.

O Rio das Almas Perdidas (River of No Return), de Otto Preminger (EUA, 1954, 91 minutos)
Nesta inspiradora história de amor e vingança ambientada nos campos indomados do velho Oeste, Marilyn tem uma presença magnética no papel da linda cantora de saloon forçada a escolher entre dois homens.

O Pecado Mora ao Lado (The Seven Year Ytch), de Billy Wilder (EUA, 1955, 104 minutos)
"Sente a brisa do metrô? Não é uma delícia?". Depois que o vento da grade do metrô levantou a saia de Marilyn Monroe, ela entrou para a história do cinema com O Pecado Mora ao Lado. Com muita inteligência, personalidade efervescente e beleza cativante, Marilyn Monroe tornou-se o maior ícone de fantasias do mundo todo nesta lendária comédia sensual.
Depois de enviar a esposa e o filho para um período de férias no Maine, o editor de meia-idade Richard Sherman (Tom Ewell) precisa enfrentar o calor sufocante de Manhattan sozinho. Tudo muda assim que uma vizinha atraente (Marilyn Monroe) passa a ocupar o apartamento de cima e as loucas fantasias de Richard.

Nunca Fui Santa (Bus Stop), de Joshua Logan (EUA, 1956, 94 minutos)
Em Nunca Fui Santa, Marilyn provou que era mais do que simplesmente uma carinha bonitinha nas telas quando encarnou o papel uma jovem e inocente cantora trabalhando na luta por um futuro de sucesso em Hollywood. Inspirado numa premiada peça da Broadway.

Adorável Pecadora (Let’s Make Love), de George Cukor (EUA, 1960, 119 minutos)
Uma deliciosa comédia sobre uma farsa nos bastidores teatrais. Marilyn está maravilhosa como uma atriz de sinceridade desconcertante que ensina a um magnata internacional que o dinheiro não pode comprar o amor. Com participações especiais das lendas do cinnema Bing Crosby e Gene Kelly.

Os Desajustados (The Misfits), de John Houston (EUA, 1961, 125 minutos)
Dirigido com maestria por John Huston (O Falcão Maltês) com um roteiro vencedor do Prêmio Pulitzer escrito por Arthur Miller, Os Desajustados é um drama excitante de honestidade, intensidade e puro brilho poético. Divorciada e desiludida, Roslyn Tabor (Marilyn Monroe) fica amiga de um grupo de desajustados, incluindo um caubói envelhecido (Clark Gable), um mecânico de coração partido (Eli Wallach) e um cansado cavaleiro de rodeios (Montgomery Clift). Apesar do estilo de vida imediatista, Roslyn experimenta pela primeira vez a liberdade, animação e paixão. Mas quando seu inocente idealismo entra em choque com o realismo cínico de seu novo grupo, Roslyn terá que arriscar perder sua a amizade e o único amor verdadeiro que ela já teve. Último filme da atriz, que morreria no ano seguinte, e também dos atores Clark Gable e Montgomery Clift.

GRADE DE HORÁRIOS

Semana de 7 a 13 de agosto de 2012

Terça-feira (7 de agosto)
15:00 – Os Homens Preferem as Louras
17:00 – Como Agarrar um Milionário
19:00 – O Pecado Mora ao Lado

Quarta-feira (8 de agosto)
15:00 – Adorável Pecadora
17:00 – Nunca Fui Santa
19:00 – Torrentes de Paixão

Quinta-feira (9 de agosto)
15:00 – O Rio das Almas Perdidas
17:00 – Os Homens Preferem as Louras
19:00 – Os Desajustados

Sexta-feira (10 de agosto)
15:00 – Torrentes de Paixão
17:00 – O Pecado Mora ao Lado
19:00 – Nunca Fui Santa

Sábado (11 de agosto)
15:00 – Como Agarrar um Milionário
17:00 – O Rio das Almas Perdidas
19:00 – Adorável Pecadora

Domingo (12 de agosto)
15:00 – Os Homens Preferem as Louras
17:00 – Nunca Fui Santa
19:00 – Os Desajustados

Sala P. F. Gastal
Av. Pres. João Goulart, 551 - 3º andar - Usina do Gasômetro
Fone 3289 8133 / 8135 / 8137
www.salapfgastal.blogspot.com








Pin It
Copyright © 2006 - 2013 - modamanifesto
Site melhor visualizado no Mozilla Firefox e no Google Chrome.