Busca
  Semana da Moda de Nova York – Verão 2011


Ana Carolina Acom *

Os looks e coleções eleitos desta temporada foram escolhidos pelo caráter mais inovador apresentado. Alguns minimalistas, não menos lindos, ficaram de fora, porque não me disseram nada de novo. Então, vamos lá.

Começo por Marchesa e Marc Jacobs, que figuram sempre em minhas listas. Marchesa, a tradicional marca dos luxuosos e desejosos vestidos de festa, trouxe rendas, tules e pedras. Suas construções variadas exploram volumes e assimetrias, os macacões em estilo saruel com transparências também merecem destaque. Já Marc Jacobs, deu uma revigorada na moda e trouxe muitas idéias bacanas. Entre suas muitas inspirações, podemos enxergar Iris, a personagem de Jodie Foster no filme “Taxi Driver (1976)”. As flores, usadas no pescoço, cintura e cabelo, ganharam uma nova cara e um ar bastante sensual e elegante ao mesmo tempo.

Muitas coleções vêm resgatando os anos 90, mas nada pode ter sido mais legitimamente grunge, que a coleção de Charlotte Ronson: jaquetas jeans, blusões amarrados na cintura e toucas. Quem assistiu o seriado “Minha Vida de Cão (My So-Called Life)”, exibido no canal Multishow em 1994, deve lembrar das trancinhas em voga na época que a personagem Rayanne Graff usava, este também foi o cabelo do desfile.

O desfile da marca Rodarte foi um dos mais belos da temporada. Embora o visual das roupas não vá muito para o lado comercial da moda, suas texturas em linho, estampas e formas nos transmitem muita beleza e uma identificação de moda-arte instantânea. Ainda destacando texturas, sobreposições e algo de anos 90, temos Gary Graham, com uma coleção de formas pesadas, mas de aura bastante delicada e sensível.

Minha coleção preferida em NY foi o TRASH de Jeremy Scott. Marcas de pneus atropelantes no vestido, cruz nos olhos, joaninhas e beleza estilo Pin Up, não foram suficientes para deixar o desfile um máximo. O encerramento com a noiva em camisa de força foi o que ganhou meu coração de vez.    

Para encerrar, destaco Z Spoke by Zac Posen, com coloridos, estampas e formas muito interessantes (olhem a linda face da maçã na camiseta!). Cito também Vera Wang, porque preto, novos volumes e visual retrô sempre me agradam de alguma maneira. E a marca Malandrino, trazendo elegantes crochês, maxi sandálias tramadas até as coxas e roupas lindas: super usáveis apresentadas em uma produção de moda de gabarito.

*Ana Carolina Acom é graduada em filosofia pela UFRGS e especialista em Moda, Criatividade e Inovação pelo SENAC – RS. Atua como pesquisadora e consultora de moda e semiótica das vestimentas. Possui artigos publicados em todo país, e é responsável pela consulta de estilo da marca fragmentos.

Fotos: Reprodução


Copyright © 2006 - 2013 - modamanifesto
Site melhor visualizado no Mozilla Firefox e no Google Chrome.